Psicologia na Linha Ofensiva

Vou come√ßar este texto fazendo uma confiss√£o. Preciso falar que eu n√£o estou totalmente confort√°vel a escrever sobre esse tema. N√£o que eu domine os aspectos t√°ticos, t√©cnicos e f√≠sicos, mas agora (nesses √ļltimos 2 anos) que eu estou me aprofundando nos atributos psicol√≥gicos inerentes a Linha Ofensiva. Como desenvolver, qual √© o impacto, como […]

Vou come√ßar este texto fazendo uma confiss√£o. Preciso falar que eu n√£o estou totalmente confort√°vel a escrever sobre esse tema. N√£o que eu domine os aspectos t√°ticos, t√©cnicos e f√≠sicos, mas agora (nesses √ļltimos 2 anos) que eu estou me aprofundando nos atributos psicol√≥gicos inerentes a Linha Ofensiva.

Como desenvolver, qual √© o impacto, como otimizar… tudo isso sempre foi importante, mas nunca foi dado a devida relev√Ęncia. Sem contar que precisamos da ajuda de um profissional para isso. Com isso, venho compartilhar com voc√™s algumas das observa√ß√Ķes que tenho tido sobre as a√ß√Ķes para otimizar os processos psicol√≥gicos dos atletas que eu treino, al√©m das minhas discuss√Ķes com profissionais de psicologia esportiva.

 

Mindset

Essa pequena palavra em ingl√™s, que em tradu√ß√£o literal √© “Mentalidade”, vai te ajudar muito no desenvolvimento desse atributo.

Em suma, a mentalidade da sua equipe vai dizer para os seus atletas o que √© importante para eles. Ou seja, o que de fato importa para a capacita√ß√£o e desenvolvimento dele para alcan√ßar os seus objetivos. Para o desenvolvimento dessa mentalidade, eu tenho uma dica importante pra voc√™. Com os meus atletas eu costumo fazer eles se questionarem sobre todas as atitudes deles. “Como isso vai me tornar um atleta melhor? Como isso vai contribuir com meu objetivo e com os objetivos da equipe?”

 

O Futebol Americano tem seu prórpio Mindset

√Č interessante levantar uma quest√£o importante. O futebol americano possui o seu pr√≥prio mindset e ele engloba muitos aspectos dentro e fora de campo. Dentre eles, eu gostaria de destacar dois: Auto motiva√ß√£o e Senso de urg√™ncia.

Infelizmente, se voc√™ esperar (ou depender) de outra pessoa te motivar a fazer algo, isso pode ser muito ruim. Para isso voc√™ tem que treinar a sua mente para focar no que de fato √© importante para te tornar um atleta melhor, sem que ningu√©m precise te lembrar disso. E com isso voc√™ come√ßa a desenvolver uma auto competi√ß√£o, onde todos os dias vai querer “ser uma vers√£o melhorada de voc√™ mesmo”, ou seja, sempre melhor que ontem e pior que amanh√£.

O senso de urg√™ncia esbarra muito com a auto motiva√ß√£o, a diferen√ßa √© que ele vai definir o tempo que voc√™ vai demorar para sair da in√©rcia e ser pr√≥ ativo. Como assim? Por mais que voc√™ tenha um bom coach e ele te passe v√°rios conte√ļdos excelentes para voc√™ estudar, voc√™ precisa entender que a √ļnica pessoa que vai definir a capacidade e a velocidade do seu crescimento como atleta √© voc√™ mesmo. Eu falo muito isso para os meus atletas: “O √ļnico cara que te impede de ser o melhor naquilo que voc√™ quer, √© voc√™ mesmo.” e ainda complemento “Ser coach √© como jogar madden sem um controle. Eu s√≥ posso mostrar o caminho das pedras, mas a caminhada √© sua!”.

 

Erros mentais

Por fim, minimizar os erros mentais. “Mas coach, o que s√£o erros mentais?” … s√£o aqueles erros que voc√™ comente mesmo sabendo exatamente o que fazer.

Como por exemplo, quando um atleta da defesa d√° um tackle e derruba um cara no walktrhough … ou quando um OL avan√ßa em um conceito de passe. Voc√™, coach, j√° passou por isso e ficou PUTO provavelmente, mas o motivo √© justamente o fato do seu atleta praticar um erro mental.

Eu postei aqui sobre “Como Diminuir 90% dos erros da OL” e esse n√ļmero √© a realidade de quando voc√™ questiona o seu atleta e ele erra uma atribui√ß√£o, step, bloqueio ou conceito mesmo sabendo exatamente “o que” e “como” fazer. Para diminuir esses erros, seus atletas precisam estar concentrados, mesmo em situa√ß√Ķes estressantes.

Outro conceito muito simples que ajuda nisso é a comunicação. Quanto mais seus atletas se comunicam, menor a chance deles errarem. Lembrando que o conceito de comunicação não é simplesmente repassar uma informação, mas sim ser compreendido.

 

Instalando uma Cultura

Com certeza é uma grande dificuldade colocar todos na mesma página com relação ao mindset e objetivos do time. Para isso, temos que cultivar uma cultura dentro da equipe e você vai precisar de lideranças para certificar sobre o fluxo, ou seja, que o rio esteja correndo para o mar.

Essas lideran√ßas v√£o te ajudar a coibir uma atitude errada ou incentivar uma a√ß√£o positiva. E eles n√£o precisam ser os seus melhores jogadores … √°s vezes nem jogadores. √Ās vezes voc√™ tem um bom jogador que √© um p√©ssimo l√≠der (ou um l√≠der negativo, que vai contra aos seus objetivos ou o que √© importante para os atletas da sua equipe serem melhores) e vice versa.

Fui visitar alguns amigos em Florian√≥polis e consequentemente ajudar o time da cidade, o Istep√īs, com a linha ofensiva deles. Ajustamos algumas coisas t√©cnicas e t√°ticas, mas o maior trabalho foi justamente no √Ęmbito psicol√≥gico. A grande maioria da OL era novata, mas com um potencial absurdo. O grande problema era a falta de lideran√ßa naquele momento. N√£o a falta de um bom coach (coisa que eles tinham), mas sim de um atleta para se espelhar, para ser a refer√™ncia. N√£o somente dentro de campo, mas sim na atitude.

Foi l√° que eu percebi que o l√≠der n√£o precisa necessariamente ser um bom jogador, mas ele precisa “tocar a boiada para o rumo certo”, mas j√° √© de conhecimento geral que o bom l√≠der √© aquele que lidera pelo exemplo. A estrat√©gia da equipe (genial, por sinal) foi trazer alguns jogadores aposentados de volta para a equipe para ajudar a instalar o mindset.

 

Intensidade X Agressividade X Violência

Não menos importante, esses atributos psicológicos não poderiam passar em branco. Infelizmente, muitos atletas confundem esses conceitos e isso pode ser uma bomba relógio para a instalação da sua cultura. Vamos dissecar esses conceitos?

Intensidade: No futebol americano, esse conceito √© um pouco mais amplo. Ao ser intenso, n√£o basta somente fazer “com vontade”, mas tamb√©m da forma correta.

Agressividade: Diferentemente do que muitos acham, a agressividade, sob a visão da psicologia, é um direcionamento da energia (libido) em busca de autoafirmação ou de autoproteção. No futebol americano, em busca da aplicação correta da sua atribuição.

Violência: Essa sim, é o que precisamos evitar. Você não precisa de ser violento para alcançar o seu objetivo ou realizar a sua atribuição. Pelo contrário, na grande maioria das vezes que você busca ser violento, você esquece das suas responsabilidades, deixa de lado as suas técnicas para buscar uma satisfação pessoal e provavelmente prejudicar o seu time.

Você pode possuir uma atribuição no futebol americano que pede que você seja agressivo e intenso. Entretanto o mais importante é saber dosar isso (como, onde e quando ser intenso / agressivo). Além disso, não é você que deve ser intenso ou agressivo, mas sim, aplicar a sua técnica com intensidade e agressividade.

 

Afinal, como desenvolver os meus atletas psicologicamente?

O interessante em aprofundar sobre o tema de mindset e psicologia esportiva √© que, quanto mais eu estudo, mais eu vejo a import√Ęncia de ter um profissional da √°rea na minha equipe.

Algumas equipes j√° possuem essa pessoa, como exemplo, a Lua Sobolwsky no T-Rex. Ou at√© mesmo, n√£o profissionais de forma√ß√£o na psicologia mas que ajudam muito na instala√ß√£o de uma cultura vencedora como a Mazzila Gon√ßalves no Trit√Ķes e o Coach Bruno Barandas no Vasco Patriotas (que a prop√≥sito, deu uma palestra bem legal sobre o tema no 2¬ļ Congresso Brasileiro de Futebol Americano, no in√≠cio desse ano).

Mas o que eu posso fazer (al√©m de buscar ajuda)? Sempre lembre aos seus atletas o que √© importante para eles se tornarem um atelta melhor. Ou em que a atitude dele est√° contribuindo com a evolu√ß√£o do time? Compartilhe bastante conte√ļdo, fomentem discuss√Ķes, questione … tudo isso faz parte do crescimento e deselvonimento do atleta.

Pra quem quiser se aprofundar sobre o tema, Deixo dois vídeos legais sobre Psicologia Esportiva e Football Mindset.

Ted Talks com Martin Hagger sobre Psicologia Esportiva:

 

Programa 360 Mindset sobre Football Mindset:

Deixe um Comentário

Name *
Email *
Website
Comentarios *

Related Post

Sobre

O melhor conte√ļdo de futebol americano para amantes do esporte como n√≥s ;)
Fique por dentro do que rola no FA no Brasil e no mundo com o Portal do FA.

Contato

Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, 3847, Mossungue
Curitiba ‚Äď Paran√° - Brasil
UP