Paraná HP é bicampeão Paranaense. E agora?

O Paran√° HP venceu o Brown Spiders por 28 a 12, no √ļltimo domingo (25), no Complexo Esportivo Brown Spiders, e sagrou-se bicampe√£o paranaense de futebol americano. O MVP da partida ficou com o running back da equipe, Taurus. A final, in√©dita em nove edi√ß√Ķes de Paran√° Bowl, colocou frente a frente um dos grandes […]

O Paran√° HP venceu o Brown Spiders por 28 a 12, no √ļltimo domingo (25), no Complexo Esportivo Brown Spiders, e sagrou-se bicampe√£o paranaense de futebol americano. O MVP da partida ficou com o running back da equipe, Taurus. A final, in√©dita em nove edi√ß√Ķes de Paran√° Bowl, colocou frente a frente um dos grandes favoritos ao t√≠tulo e uma equipe que surpreendeu na competi√ß√£o, principalmente na fase eliminat√≥ria.

O HP, melhor time da fase regular e invicto, encarou os Aranhas, que perdeu os três confrontos da primeira etapa do campeonato mas se reabilitou e superou um dos tabus que rondam a equipe marrom desde o principio da bola oval paranaense: bateram o Coritiba Crocodiles na semifinal, pela primeira vez em jogos oficiais.

Por√©m, estamos √†s vesperas do kickoff do BFA, o campeonato brasileiro da modalidade, e o tempo para comemorar e fechar as feridas expostas √© curto. BS e HP se encontram j√° na largada do nacional, e suas proje√ß√Ķes para o pr√≥ximo semestre s√£o distintas.

O Futuro

Brown Spiders e Paran√° HP s√£o duas das equipes paranaenses que v√£o disputar o campeonato brasileiro no segundo semestre, ao lado do Coritiba Crocodiles. E a estreia das equipes ser√° no confronto direto, no final de semana do dia 08 de julho. Se projetadas as performances das duas equipes no estadual para o cen√°rio nacional, √© poss√≠vel enxergar times com perspectivas e ambi√ß√Ķes diferentes.

RB Taurus atravessa o campo para abrir o placar do Paran√° Bowl IX. (Foto: Lara Farias)

Do lado dos campe√Ķes estaduais, a meta √© seguir trilhando os caminhos da evolu√ß√£o e da consolida√ß√£o de seu novo sistema. Desde que assumiu o comando da equipe, no come√ßo deste ano, o t√©cnico Carlos Copi vem trazendo inova√ß√Ķes ao seu time. A estrutura de sua defesa faz com que o jogo gire em torno da press√£o de sua linha defensiva e seu corpo de linebackers, que √© dos mais fortes do pa√≠s. J√° no ataque, o sistema Air Raid, trazido da experi√™ncia do treinador com o coach Hal¬†Mumme, em Belhaven University, tem demonstrado evolu√ß√£o gradativa, aliada ao dinamismo do up tempo empregado pela equipe, o que dificulta os ajustes do advers√°rio e beneficia o ataque.

A meta √© avan√ßar al√©m das quartas de final regional, onde chegaram na √ļltima temporada. Para isso, ter√£o pela frente al√©m dos advers√°rios locais, o Timb√≥ Rex, atual campe√£o nacional e que n√£o d√° sinais de estar desacelerando, como mostram os placares e o t√≠tulo catarinense conquistado pela equipe. Os ga√ļchos, Juventude e Santa Maria Soldiers, tamb√©m prometem endurecer a disputa.

QB Hulyan foi um dos líderes em pontuação no Paranaense 2017. (Foto: Lara Farias)

J√° nos Aranhas, o objetivo √© consolidar o trabalho demonstrado ao longo do primeiro semestre de 2017. Ap√≥s passar por anos dif√≠ceis e de resultados esparsos, o Spiders mudou sua comiss√£o t√©cnica, trouxe do Guardian Saints o coach Alberto Magno para comandar seu ataque, e o benef√≠cio para o QB Hulyan e seus comandados foi claro. O time quebrou o tabu e venceu o Croco al√©m de ser uma das equipes que mais pontuou no Paranaense, mostrando que seu ataque est√° evoluindo. A defesa, que endureceu a decis√£o diante do HP, mostrou potencial em roubar a bola e criar situa√ß√Ķes favor√°veis para seu ataque. Mas, o Paran√° HP mostrou que os Aranhas ainda carecem de maior for√ßa em sua linha defensiva, j√° que Taurus abusou do interior do front seven marrom.

Projetando o nacional, são quatro vagas à segunda fase da competição. Classificar para a fase de playoffs exigirá da equipe curitibana bater ao menos três equipes para garantir a vaga. Para tal, o time confia na evolução demonstrada ao longo do estadual.

 Paraná Bowl IX

O clima foi tenso no CEBS desde o principio. Empurrados por mais de 2 mil pessoas nas arquibancadas, as duas equipes mostraram estar em alta na energia em campo, o que garantiu a sobreposição defensiva, do primeiro quarto principalmente. Após a troca inicial de posses, na segunda chance que teve a bola, o HP não desperdiçou. Viu o RB Taurus encontrar um buraco no meio da linha defensiva e atravessar praticamente o campo todo para abrir o placar.

A partir da√≠, a press√£o dos atuais campe√Ķes apenas se intensificou em todos os lados, ataque, defesa, special teams. E foi em uma situa√ß√£o de punt que deu mais folga ao HP no marcador, ap√≥s um snap errado em uma quarta descida que saiu pela linha de fundo e deu mais dois pontos √† equipe: um safety. A boa presen√ßa das defesas garantiu que o placar ficasse inalterado at√© o intervalo.

Na volta, o equilíbrio foi maior. Os ajustes promovidos pelo coach Wayne Lucero, dos Spiders, trouxeram mais agressividade ao ataque marrom e o time descontou o placar cedo, com TD no passe do QB Hulyan para Anhucci, que fazia as vezes de recebedor. O XP errado deixou o jogo em uma posse de bola, 09 a 06. A surpresa veio por conta de um onside kick, recuperado pelo Spiders que deu à equipe duas posses seguidas e a chance de, ao menos, empatar.

A mar√© da partida parecia ter virado, mas a√≠ apareceram os erros e a ‚Äėindisciplina‚Äô dos Spiders. Duas faltas levaram a equipe de volta ao campo de defesa e um snap errado causou um turnover on downs, deixando o time verde e prata j√° em posi√ß√£o de anotar pontos. O field goal que seguiu, do kicker Lucas Copi, deixou a partida em 12 a 6.

Brown Spiders voltou ao Paraná Bowl após quatro anos. (Foto: Lara Farias)

Mais um erro complicou de vez a partida do Brown Spiders. No kickoff de retorno, o retornador pegou a bola fora da endzone, próximo à linha de gol, e voltou para dentro de suas 10 jardas finais na tentativa de um touchback. Porém, como entrou na endzone por sua própria vontade e ajoelhou, acabou cedendo outro safety ao HP.

Precisando de um TD, o desespero bateu e os aranhas passaram a tentar explorar o jogo em profundidade. Porém, encontraram uma das melhores defesas do Brasil em sua frente. Sem se deixar exposto, o HP recuperou a bola e foi anotando pontos. Desta vez com TD do WR Molina, após passe do QB Eli Freeman.

Taurus passou das 100 jardas terrestres e foi eleito MVP do Paran√° Bowl IX. (Foto: Lara Farias)

A reação da equipe veio com o relógio próximo do fim. O TD do WR Tuleskinho, com menos de três minutos para o fim da partida, reacendeu a esperança do Spiders, mas o erro no XP manteve a diferença no placar em duas posses de bola. Aí foi a vez do HP matar o jogo, com uma campanha em que Taurus carregou o time pelo campo movendo as correntes, como fez durante toda a partida, e finalizou com passe do QB Rosa para o WR Dos Santos. Este, aliás, marcou o primeiro TD da competição, diante do próprio BS, e também a pontuação que fechou o certame.

Por suas corridas e sua import√Ęncia mantendo o ataque em campo, al√©m de ter passado da casa das 100 jardas, Taurus foi eleito o MVP do Paran√° Bowl, que terminou com a ta√ßa para o, agora, bicampe√£o Paran√° HP, 28 a 12.

 

Deixe um Comentário

Name *
Email *
Website
Comentarios *

Related Post

Sobre

O melhor conte√ļdo de futebol americano para amantes do esporte como n√≥s ;)
Fique por dentro do que rola no FA no Brasil e no mundo com o Portal do FA.

Contato

Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, 3847, Mossungue
Curitiba ‚Äď Paran√° - Brasil
UP