Qual o melhor sistema para seu ataque?

Mantenho contato com muitos coaches no Brasil; alguns já calejados e cheios de bagagem e outros ainda no período de acumular ricas e diversas experiências que o Futebol Americano nos traz. Busco sempre essa troca sadia e frutífera de informações. Quando converso com atletas e coaches que estão ainda no início do processo de desenvolvimento […]

Mantenho contato com muitos coaches no Brasil; alguns já calejados e cheios de bagagem e outros ainda no período de acumular ricas e diversas experiências que o Futebol Americano nos traz. Busco sempre essa troca sadia e frutífera de informações.

Quando converso com atletas e coaches que estão ainda no início do processo de desenvolvimento dos seus ataques, comumente sou questionado do seguinte:

“Qual o melhor sistema de ataque que existe? Qual devo instalar na minha equipe? ”

Hoje trarei o assunto a público e tentarei abordar um pouco mais sobre isso.

(Leia a Série “O Ataque no Futebol Americano”. Clique aqui para a Parte 1)

 

“Não quero um ataque de NFL”

Sempre que penso nesse assunto, consigo ver com clareza o quanto o FABR está evoluindo no quesito tático nos recentes anos.

Sinto que finalmente estamos compreendendo que a complexidade de ataques “padrão NFL” (com conceitos de diferentes filosofias misturados, com doses extras de variação entre jogadas) é muito grande e demanda um nível de atletas e quantidade de tempo que são difíceis de se obter aqui em terras tupiniquins.

Cada vez mais podemos observar ataques se dedicando a sistemas e filosofias especificas de ataque. E poderosos ataques estão se mostrando neste ano aqui no Brasil trazendo consigo a simplicidade e efetividade que um único sistema como base proporciona.

RPO, Air Raid, Flexbone, Wildcat, Air Coryell, Spread e outros mais estão deixando de ser “jogadas” para serem “ataques”. Isso, pra mim, é a imagem da evolução tática que estamos provando no FABR.

Mas se está claro que devemos buscar uma filosofia, então qual devo optar em usar?

 

Montando seu elenco (EUA x BRASIL)

Este é outro ponto que temos que ter muito claro quando na escolha do sistema.

Lá fora, uma equipe contrata um coach que traz consigo a expertise de um sistema. Entao, ele e sua equipe começam a buscar atletas que sirvam esse sistema. Aqui no Brasil não temos essa regalia.

Quando um coach assume uma equipe, já tem o elenco definido e as chances de o mudar radicalmente em poucos meses são quase nulas. Logo, ao invés de buscarmos um elenco que sirva ao nosso sistema, temos que buscar um sistema que sirva ao nosso elenco.

Temos ainda que compreender o tempo que este elenco terá disponível para treinar e se aperfeiçoar TANTO TATICA QUANTO TECNICAMENTE (coletivo e individualmente).

Pra mim, isso é conhecimento chave na tomada de decisão.

 

Finalmente escolhendo o sistema de ataque

Ataque da California: Air Raid Offense

Eu acredito que, uma vez escolhido o sistema a ser usado / instalado, o pior já passou. Depois disso, resta ao coach e atletas se comprometerem ao sistema com paciência e dedicação extrema para aprender, desenvolver e se especializar no sistema escolhido.

Como já comentamos em artigo anterior, execução é mais importante que variação (leia também: “Como o UP TEMPO pode trazer vitórias ao seu time”).

Baseado nessa máxima, uma vez escolhido o sistema resta apenas trabalhar na qualidade de execução e, aos poucos, ir aumentando a variedade de jogadas e formações.

1 comentário

  • Paul Granero
    30/09/2017 at 1:23 am

    For the teams in Brazil that may have limited access to various types of talent on Offense, I would choose a system that best suits the particular talent available. For example, if you have a great ball carrier, then a running based offense would make more sense, like what the Houston Oilers had with Earl Campbell. On the other hand, a Run and Shoot offense worked for the Oilers when they had a great Quarterback in Warren Moon, with a few good Receivers. In short, the Offensive game plan should reflect the available talent and also needs to be flexible enough to change when you get your talent injured.

Deixe um Comentário

Name *
Email *
Website
Comentarios *

Related Post

Sobre

O melhor conteúdo de futebol americano para amantes do esporte como nós ;)
Fique por dentro do que rola no FA no Brasil e no mundo com o Portal do FA.

Contato

Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, 3847, Mossungue
Curitiba – Paraná - Brasil
UP