O ataque no Futebol Americano ‚Äď Parte 3: a solidifica√ß√£o do FA e a evolu√ß√£o do jogo corrido

Dando continuidade √† essa nossa s√©rie sobre o jogo a√©reo, fa√ßo uma breve pausa aqui para contextualizar o futebol americano nessa √©poca (nos anos seguintes √† segunda guerra mundial). Basebol: a prefer√™ncia americana O Futebol Americano j√° era um dos maiores e mais praticados esportes dos EUA por√©m, o queridinho da na√ß√£o era o Baseball. […]

Dando continuidade à essa nossa série sobre o jogo aéreo, faço uma breve pausa aqui para contextualizar o futebol americano nessa época (nos anos seguintes à segunda guerra mundial).

Basebol: a preferência americana

O Futebol Americano já era um dos maiores e mais praticados esportes dos EUA porém, o queridinho da nação era o Baseball. Considerado um jogo refinado que, diferente dos brutamontes da bola oval, somava velocidade, estratégia a uma finesse em sua jogabilidade.

Mas o futebol americano continuava a crescer e, cada vez mais, foi sendo observado o papel dos coaches em trazer inova√ß√Ķes e criar diferencia√ß√Ķes t√°ticas. Mas, por muito tempo ainda imperou o jogo terrestre.

Evolução do futebol americano com adição de estratégia

Apesar dessa s√©rie tratar apenas da hist√≥ria do jogo a√©reo, seria injusto tirar o m√©rito dos coaches que adotavam a filosofia do jogo corrido e muito menos das fant√°sticas inova√ß√Ķes e reformula√ß√Ķes de conceitos de corrida que foram surgindo. Nesse per√≠odo hist√≥rico do futebol americano, foram quase 5 d√©cadas de dom√≠nio e evolu√ß√£o constante do jogo corrido.

Na d√©cada de 50, os times da NFL finalmente adotaram jogadas √°reas como parte, mesmo que ainda pequena, do seu jogo. J√° os anos 60 ficaram marcados pela famosa jogada ‚ÄėSweep do Vince Lombardi‚Äô, que n√£o apenas deu folego extra √† forma√ß√£o Single-Wing mas trouxe um novo significado e expandiu as fronteiras dessa filosofia.

Nos anos 70 a Universidade do Texas, os chamados Longhorns, trouxeram mais uma inovação ao jogo corrido que teria longa vida: o Ataque Wishbone.

A inova√ß√£o partia do que ficou chamado de ‚ÄėTriple-Option‚Äô onde o quarterback podia optar entre entregar a bola a um running back, optar por ele mesmo ficar com a bola e conquistar campo correndo ou ainda jogar a bola para um outro running back. O avan√ßo estrat√©gico foi tamanho que trouxe 30 vitorias consecutivas e 2 campeonatos nacionais aos Longhorns.

As universidades de Alabama¬† e Oklahoma adotaram esse sistema e tamb√©m ganharam t√≠tulos nacionais com ele, fazendo com que o sucesso da Wishbone e suas varia√ß√Ķes dominasse os gramados pelas duas d√©cadas que se seguiram.

A herança da evolução do jogo corrido

Mas a maior heran√ßa que essas duas inova√ß√Ķes trouxeram foi transformar o futebol americano num esporte altamente estrat√©gico e inteligente.

O sucesso do jogo corrido fez com que cada vez menos coaches se dedicassem ao jogo aéreo e isso, por sua vez, fez com que as jogadas de passes fossem se tornando cada vez menos produtivas. E como num círculo vicioso, por conta dessa baixa produtividade e rendimento o foco voltou-se quase que completamente ao jogo corrido e sua surpreendente evolução, diferenciação e capacidade de trazer bons resultados.

Um avanço que resultou em retrocesso. Como é que é?

Nesse momento da nossa história, nem tudo são flores. Esse salto intelectual do esporte, mais precisamente do jogo corrido, foi acompanhado de algo que nenhum dos fãs e espectadores gostaram: CHATICE.

Em nosso pr√≥ximo artigo, falaremos mais sobre isso e mais importante COMO O JOGO A√ČREO RESPONDE AO CHAMADO DE SOS DO FUTEBOL AMERICANO.

Fiquem ligados aqui no Portal do FA.

Deixe um Comentário

Name *
Email *
Website
Comentarios *

Related Post

Sobre

O melhor conte√ļdo de futebol americano para amantes do esporte como n√≥s ;)
Fique por dentro do que rola no FA no Brasil e no mundo com o Portal do FA.

Contato

Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, 3847, Mossungue
Curitiba ‚Äď Paran√° - Brasil
UP