Mercy Rule: atrapalha ou ajuda o crescimento do esporte?

A Mercy Rule ‚ÄúCompaix√£o sol√≠cita pela desgra√ßa alheia‚ÄĚ. Essa √© uma das defini√ß√Ķes de ‚Äúmiseric√≥rdia‚ÄĚ no dicion√°rio Aur√©lio da l√≠ngua portuguesa. Se o termo por si s√≥ j√° tem um peso forte, quando colocado seu significado fica ainda mais tr√°gico. Talvez o portugu√™s seja mais forte que o ingl√™s, uma vez que a l√≠ngua estrangeira […]

A Mercy Rule

‚ÄúCompaix√£o sol√≠cita pela desgra√ßa alheia‚ÄĚ. Essa √© uma das defini√ß√Ķes de ‚Äúmiseric√≥rdia‚ÄĚ no dicion√°rio Aur√©lio da l√≠ngua portuguesa. Se o termo por si s√≥ j√° tem um peso forte, quando colocado seu significado fica ainda mais tr√°gico.

Talvez o portugu√™s seja mais forte que o ingl√™s, uma vez que a l√≠ngua estrangeira n√£o √© dominada por tanta gente, mas √© claro que o termo ‚Äúmercy rule‚ÄĚ n√£o carrega todo esse peso. Talvez seja hora de question√°-lo.

 

O que √© a tal “Regra de Miseric√≥rdia”?

A Mercy Rule é uma regra adotada em alguns campeonatos que trata de encurtar o jogo caso o placar apresente grande diferença de pontos no decorrer da partida.

No Paranaense de FA, por exemplo, a regra usada pela FPFA (Federa√ß√£o Paranaense de Futebol Americano) determina que se uma equipe estiver superando outra por uma diferen√ßa de 35 pontos ou mais a partir do 3¬ļ quarto de jogo, o rel√≥gio n√£o √© mais paralisado (a menos que esta diferen√ßa volte a ser inferior aos 35 pontos).

 

 

Existe Mercy Rule nos EUA?

Sim, porém consideravelmente diferente. Na NCAA (principal organização do College Football), a regra polêmica é prevista da seguinte maneira:

Se no intervalo da partida o placar estiver em 56-00, ambos os T√©cnicos e o Referee (arbitro principal da partida) podem se reunir e, caso cheguem a um consenso, poder√£o encurtar o tempo de dura√ß√£o de cada quarto da partida e ainda optar por usar o ‘rel√≥gio corrido’ (quando o rel√≥gio de jogo n√£o √© mais paralizado).

 

A discuss√£o sobre a Mercy Rule

Em vista de alguns placares largos recentes (como a vit√≥ria do Juventude FA no √ļltimo fim de semana, sobre o Ximangos, por 88 a zero) a discuss√£o sobre a ‚ÄúMercy Rule‚ÄĚ sempre volta √† tona:

em campeonatos com disparidade técnica alta, é válida a implementação da regra?

 

Opini√Ķes sobre a Mercy Rule

Felipe Romanel: “regra limita formato de competi√ß√Ķes” (Imagem: Ca√ßadores de Jardas)

 

√Č f√°cil assumir que as equipes mais novas e com menos treino possam ser √† favor, pois elas seriam as ‚Äúbeneficiadas‚ÄĚ. Por√©m, n√£o √© exatamente isso que acontece.

O head coach do Moon Howlers, Homero Meyer, √© contra. ‚ÄúPara mim, tudo que tira tempo de jogo de um time que est√° come√ßando, sem d√ļvida, √© negativo‚ÄĚ. Ele explica que estar em campo √© fundamental para formar atletas, e perder tempo de jogo por diferen√ßa de pontos tira essa oportunidade.

 

J√° o Guardian Saints, dono do recorde ingrato de maior derrota do futebol americano nacional (124 a zero em 26 de maio de 2013 para o Coritiba Crocodiles) tamb√©m se diz contra. O head coach Felipe Romanel lembra que, em 2013, o saldo de pontos era crit√©rio de desempate, assim como √© o Campeonato Ga√ļcho, por exemplo, e a regra limitaria o formato.

 

Carlos Copi: “Placar baixo n√£o √©¬†sin√īnimo de bom jogo” (Foto: Alexandre Amorim)

O head coach Carlos Copi, do Paran√° HP, acrescenta ainda que o maior problema seja o modelo de disputa dos campeonatos. ‚ÄúO problema por aqui (Brasil) √© que equipes de n√≠vel desigual acabam sendo for√ßadas a se enfrentar. Essa desigualdade deve ser combatida com planejamento e subdivis√Ķes‚ÄĚ afirma.

Ele argumenta, tamb√©m, que manter um placar baixo n√£o √© necessariamente √© bom para o esporte. ‚ÄúPlacares baixos n√£o s√£o sin√īnimos de bons jogos ou de n√≠vel t√©cnico elevado‚ÄĚ ressalta.

 

 

 

Opini√£o e contraponto

O futebol americano ainda √© um esporte amador no Brasil. √Č fato que est√° caminhando em dire√ß√£o √† profissionaliza√ß√£o, mas √© fato, tamb√©m, que ainda n√£o chegou a ela. Aliando isso ao fato de que os campeonatos muitas vezes s√£o promovem o encontro de equipes fortes contra equipes menos qualificadas, eu acredito que a mercy rule seja ‚Äúum mal necess√°rio‚ÄĚ.

√Č preciso pensar na seguran√ßa e integridade dos atletas envolvidos, uma vez que seria completamente antidesportivo uma equipe ‚Äútirar o p√©‚ÄĚ ap√≥s estar vencendo com uma margem grande de pontos. Concordo que a medida correta seria pensar em subdivis√Ķes, mas infelizmente isso n√£o tem sido pauta de algumas federa√ß√Ķes. Sendo assim, eu acredito que a regra funciona como uma medida paliativa.

1 coment√°rio

  • Matheus Dias
    31/05/2017 at 6:53 am

    Se existe pol√™mica em torno da Mercy Rule √© por causa de uma defici√™ncia no regulamento dos campeonatos no Brasil. Saldo de pontos √© um crit√©rio de desempate geralmente inexistente ou um recurso usado apenas em casos muito espec√≠ficos nas ligas mais s√©rias e que n√£o sofrem da influ√™ncia negativa da heran√ßa do soccer. Na NFL, por exemplo, saldo de pontos √© o d√©cimo crit√©rio de desempate. D√ČCIMO. Na NCAA o regulamento varia de acordo com a confer√™ncia, mas dificilmente voc√™ encontrar√° o saldo √† frente de crit√©rios como confronto direto, vit√≥rias fora de casa, for√ßa de tabela, vit√≥rias dentro da confer√™ncia, vit√≥rias contra times melhor ranqueados, e por a√≠ vai.

    Para os times mais fortes, implementa√ß√£o da Mercy Rule deveria ser motivo de orgulho, e n√£o de pol√™mica. Se, pra voc√™ ‚Äď t√©cnico ou atleta ‚Äď, vencer por 110 a 0 √© mais importante do que vencer por 45 a 0, est√° na hora de rever seus conceitos e provavelmente seu ego. J√° para os times menores, √© preciso compreender que evolu√ß√£o acontece em treino, n√£o em jogo. Se h√° tamanha dificuldade para executar dentro de campo, isso √© sinal de um problema muito maior, que n√£o vai ser resolvido nos 2 quartos restantes. Mesmo com Mercy Rule no 3Q, ainda h√° tempo para dar reps a atletas que precisam de experi√™ncia e fazer testes

    Entendam, “socar porva” em um time extremamente inferior √© uma atitute antidesportiva e algo que n√£o √© bem-visto. Tenhamos um pouco mais de dec√™ncia. Por isso que, repito, em ligas s√©rias e voltadas ao desenvolvimento do esporte, o que vale √© a vit√≥ria, seja por 1 ou por 100 pontos. A Mercy Rule existe para evitar que equipes iniciantes sejam desmotivadas por placares extremamente el√°sticos e para manter o fair play. Existe tamb√©m pra proteger o time que est√° vencendo e que n√£o precisa exp√īr seus atletas a riscos de les√Ķes (e jogadas sujas por parte de atletas que perdem a cabe√ßa por estarem sendo humilhados ‚Äď o famoso “entrar pra bater”) em um jogo que j√° est√° decidido.

    Francamente, me surpreendo pelo fato da Mercy Rule chegar a ser motivo de polêmica.

Deixe um Comentário

Name *
Email *
Website
Comentarios *

Related Post

Sobre

O melhor conte√ļdo de futebol americano para amantes do esporte como n√≥s ;)
Fique por dentro do que rola no FA no Brasil e no mundo com o Portal do FA.

Contato

Rua Monsenhor Ivo Zanlorenzi, 3847, Mossungue
Curitiba ‚Äď Paran√° - Brasil
UP